6 melhores livros de medicina

Mesmo quem não é médico pode adicionar na sua meta de leitura alguns livros de medicina. Afinal, nada melhor do que se informar sobre o funcionamento dessa máquina incrível que é o nosso corpo humano, de forma a entender melhor sobre a nossa saúde.

Se você também adora aprender mais por meio dos livros, veja essa seleção bem bacana que montamos!

  1. O Imperador de todos os males (Siddharta Mukherjee)

O câncer é uma das doenças mais perigosas da nossa sociedade. Mas, afinal, do que se trata esse mal? Apesar de ter seu primeiro registro datado do século VII a.C., o câncer só começou a se tornar mais “comum” na segunda metade do século XX, principalmente com o envelhecimento da população.

Nesse livro, o autor faz uma verdadeira “biografia do câncer”, narrando em detalhes os processos de pesquisas sobre a doença, os tratamentos disponíveis, as formas de prevenção e os exames obrigatórios. Tudo isso com uma linguagem simples e acessível.

  1. O Físico (Noah Gordon)

Este best-seller já foi adaptado para as telonas do cinema e é o primeiro da trilogia que mescla aventuras e fatos históricos usando as Cruzadas e a Idade Média como pano de fundo.

No livro, Rob J. Cole é um aprendiz de cirurgião-dentista que realiza uma peregrinação para estudar medicina em uma época na qual a dissecação de cadáveres humanos era proibida pela Igreja Católica, enquanto as principais escolas da área médica se localizavam no mundo árabe.

  1. Médico de Homens e Almas (Taylor Caldwell)

Esse é um dos livros de medicina mais conhecidos e indicados pelos médicos. Na obra, conhecemos a história de São Lucas, protetor dos médicos, em uma narrativa que mistura ficção e realidade e que traz profunda emoção ao abordar as fraquezas do protagonista.

O principal destaque do livro é a capacidade que a autora possui para aproximar o médico da realidade e lembrar que esse profissional é um ser humano como qualquer outro, mas que também tem a missão de tratar dos corpos e das almas.

  1. Por um fio (Drauzio Varella)

É claro que a nossa lista com os melhores livros de medicina não poderia deixar de fora o médico mais conhecido do Brasil, o Dr. Drauzio Varella. Nesse livro, ele nos conta, por meio de histórias reais, a sua experiência na oncologia clínica.

Para isso, o autor analisa a convivência dos pacientes com a dor, a perspectiva da morte, o comportamento do paciente e dos familiares e nos traz toda a sua experiência ao longo de mais de 30 anos tratando o câncer, que teve início quando a doença ainda era considerada um “tabu” pela sociedade e pouco conhecida pela ciência.

  1. Sob Pressão: A rotina de guerra de um médico brasileiro (Marcio Maranhão)

O título foi a inspiração para a série da Globo de mesmo nome e traz o depoimento de Marcio Maranhão, cirurgião torácico, à jornalista Karla Maranhão.

O relato, comovente e triste, mostra a realidade encontrada por muitos médicos no Sistema Único de Saúde (SUS) a partir da sua experiência de 15 anos trabalhando em hospitais públicos do Rio de Janeiro, especialmente no Souza Aguiar, chamado pelo médico como o “Inferno de Dante” – e o maior da cidade para emergências.

  1. A Estratégia da Lagartixa: uma viagem pelos bastidores da medicina (Dario Vianna Birolini)

Escrito de forma bem descontraída, o livro visa retirar o médico do pedestal e fazer um painel realista sobre a rotina do profissional, mostrando desde a aprovação em um dos vestibulares mais concorridos do país, as primeiras aulas com pacientes, o período de internato, até os atendimentos médicos.

Durante todo esse período, Dario levanta questões essenciais, mostrando aos pacientes que os médicos também possuem limitações profissionais, angústias, dúvidas e medos.

É claro que, apesar da leitura ser importante, ela nunca deve substituir uma consulta médica. Assim, caso você ou alguém da sua família estejam passando por alguma dificuldade ou por sintomas diferentes, o melhor a fazer é buscar uma clínica médica em BH, com especialistas capazes de prestarem um ótimo atendimento.

A leitura e o conhecimento são indispensáveis, mas nunca devem substituir a visita ao médico. Lembre-se que o autodiagnostico e a automedicação são atitudes extremamente perigosas à saúde.

Gostou deste conteúdo? Já conhecia alguns desses livros de medicina? Aproveite e compartilhe as nossas sugestões com os seus amigos nas suas redes sociais!

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *